Pular para o conteúdo

Blog Alante


Últimos Posts:



Tempo versus Novas Tecnologias: O Desafio da Hiperconexão

Já faz um tempo que vivemos em uma era digital, na qual nossos smartphones se tornaram extensões de nossas mãos. A cada momento livre, estamos conectados, consumindo informações incessantemente. No entanto, é essencial nos perguntarmos: estamos realmente aproveitando esse tempo da maneira mais saudável possível? A hiperconexão nos priva de momentos cruciais de pausa e reflexão, que são fundamentais para nossa saúde mental. Quando a Mente se Sobrecarrega A constante inundação de informações prejudica nossa capacidade de concentração. Nossa mente salta de notificação em notificação, prejudicando nossa produtividade e nossa capacidade de foco. A falta de “pausas” adequadas impede que nossa mente se reorganize e se recupere, resultando em uma sensação constante de sobrecarga. Esvaziando a Mente e Diminuindo o Ritmo Em um mundo que nos superestimula constantemente, os vazios se tornam preciosos. Quando nossa vida está o tempo todo preenchida com informações, nossa mente pode entrar em colapso. Aprender a esvaziar a mente e diminuir o ritmo é fundamental para nossa saúde mental. Encontrar momentos de tranquilidade e introspecção nos ajuda a recarregar e a lidar melhor com o stress da vida moderna. Mais Telas, Mais Problemas: Os Riscos do Excesso No contexto escolar e familiar, o excesso de telas é uma preocupação crescente. À medida que crianças e adolescentes dedicam cada vez mais tempo a dispositivos eletrônicos, torna-se crucial refletir sobre como estão usando seu tempo. Problemas como obesidade, sedentarismo, déficit de atenção e dependência digital estão se tornando cada vez mais comuns, levantando questões sobre o impacto a longo prazo do excesso de […]



Lendo por prazer: Utopia ou Realidade?

Crianças lendo pelo simples prazer de entrar em contato com histórias e personagens é uma cena quase diária na Educação Infantil. Ao longo das etapas escolares, a prática vai se tornando menos frequente até se restringir a algumas aulas de Língua Portuguesa, principalmente nos Anos Finais do Ensino Fundamental. “Curiosamente, quando entra o professor especialista, o livro perde espaço. É um paradoxo”, diz Marcelo Ganzela, coordenador da licenciatura em Letras do Instituto Singularidades. A leitura literária amplia o repertório dos estudantes para que eles possam não apenas acessar o prazer da leitura, mas também reconhecer na arte formas de crítica cultural e política, entrando em contato com diferentes visões de mundo. Protagonismo da Escola Para assumir esse protagonismo e inserir os estudantes no universo leitor, o Anglo Alante se organiza para que o trabalho de leitura seja constante e se torne mais complexo ao longo do processo de escolarização. Normalmente, é ao longo do Ensino Fundamental que se consolida o gosto dos alunos pela literatura. Essa relação pode partir, nos primeiros anos, de uma rotina em família, de um(a) professor(a) que incentive, e de visitas a bibliotecas, livrarias e bienais de livros, por exemplo. À medida que os anos e a maturidade avançam, é possível aprofundar a experiência da leitura, acrescentando reflexões, como: aspectos de linguagem, temática e enredo, tipos de narrador, construção de personagens e foco narrativo, e desenvolver atividades que vão da leitura compartilhada à produção de resumos e resenhas críticas. Aqui no Anglo Alante, os professores estão sempre ligados nas temáticas do mundo […]